Carnaval no interior de SP: Santana do Parnaíba e São Luiz do Paraitinga

São Luiz do Paraitinga, SP

Carnaval em Santana do Parnaíba

Carnaval Santana de Parnaíba é boa opção para o Carnaval 2020.

A cidade turística, que tem muita tradição na festa de carnaval, está a apenas 40 km da cidade de São Paulo.
Santana de Parnaíba é uma boa opção para os foliões que não querem gastar com hospedagem mas querem curtir um carnaval tradicional.

Por estar localizada a apenas 40 km da Capital, é possível ir a Santana de Parnaíba, curtir o Carnaval, e voltar para casa. Neste ano, o carnaval começa dia 21 e vai até 25 de fevereiro.
Além disso, sua arquitetura colonial no Centro Histórico possui mais de duzentas casas e construções datadas dos séculos 17 e 18, com destaque para a Igreja Matriz de Santa Ana.

Trata-se do maior conjunto colonial existente no Estado de São Paulo. A igreja, que recebeu esse nome por causa de Santa Ana, avó de Jesus Cristo e padroeira da cidade, atrai muitos fiéis.
Há muitos outros atrativos para se ver em Santana de Parnaíba.

O Monumento aos Bandeirantes preserva a história da cidade, considerada o berço dos Bandeirantes.

O Museu Casa do Anhanguera presta uma homenagem ao bandeirante nascido em Santana de Parnaíba.

O casarão, em taipa de pilão, é tombado pelo Iphan.

Já o Coreto Maestro Bilo, construído em 1892, foi todo reformado na década de 60, conservando sua arquitetura original. É ali que, aos domingo, há apresentações de chorinho apreciadas pelos moradores da região.

-- Resorts em SP
O acesso a Santana de Parnaíba, a partir da capital, é pela rodovia Castello Branco, saída 26 B (após Alphaville). Siga em frente (depois da rotatória, descendo), pela Estrada dos Romeiros por 14km, até chegar em Santana de Parnaíba.


Carnaval em São Luiz do Paraitinga

São Luiz do Paraitinga, em SP
A estância turística, margeada pelo rio Paraitinga, está localizada entre os municípios de Taubaté e Ubatuba, a pouco mais de 170 km da capital paulista.
São Luiz do Paraitinga preserva com carinho seu rico passado de tradição, religiosidade e encanto. O acesso à cidade é feito pela Rodovia Oswaldo Cruz (SP 125), na altura do km 42.
O município, fundado em oito de maio 1769, ainda mantém sua arquitetura colonial, típica do século XIX, no contorno de seus casarões, resultando no maior acervo arquitetônico colonial de São Paulo.

Ao todo, são 437 edificações preservadas na área urbana, todas tombadas pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico), ainda habitadas por famílias e descendentes dos primeiros moradores.

-- Trem do devoto: passeio turístico em Aparecida
Conhecida por suas tradicionais celebrações religiosas, como a Festa do Divino Espírito Santo, a cidade também reserva espaço para festas mais populares, como o Carnaval de Marchinhas, a mais original e espontânea folia carnavalesca da região.
Distante do agito da festas de rua, os turistas também podem encontrar alento nos atrativos naturais da cidade, como o Parque Estadual da Serra do Mar: Núcleo Santa Virgínia.

A área é composta por cinco trilhas ecológicas, com variados graus de dificuldade, além de possibilitar a praticar de esportes aquáticos como o rafting. Há ainda outros atrativos como cachoeiras, quedas d’água, passeios de bicicletas, arborismo, passeios de duck e entretenimento para crianças.

-- Pedreira - SP: a cidade das porcelanas
É possível também programar um “city tour” pelo centro histórico. O passeio leva o turista a percorrer os principais pontos da cidade, como a Casa e Museu “Dr. Oswaldo Cruz”, a “Capela das Mercês”, o “Mercado Municipal” e igrejas como a de “Nossa Senhora do Rosário”. O visitante ainda pode aproveitar um passeio pela “Destilaria Mato Dentro”, acompanhando a fabricação da cachaça, o plantio da cana-de-açúcar, entre outros processos.

Nenhum comentário