O que fazer em Jaguariúna, SP?

Famosa por promover uma das maiores festa de peão do País, Jaguariúna também é conhecida por preservar o seu patrimônio histórico. Jaguariúna é uma das poucas cidades que ainda oferece passeios de Maria Fumaça. O trem vai até Campinas. A viagem, que dura em torno de três horas e meia e é feita apenas nos finais de semana, é uma verdadeira aula de história. Durante o percurso, monitores especializados contam a história do trem, do café e seus barões e dos trabalhadores dos cafezais.  A Maria Fumaça, aliás, já foi cenário de novelas de época, como Terra Nostra, Sinhá Moça e Cabocla.
A antiga Estação Mogiana foi restaurada em 1992 e transformada em Centro Cultural. Lá funciona a Biblioteca Municipal, a Rádio Educativa (Estrela FM) e uma lanchonete. No gramado, foi colocada a réplica de uma caravela, construída em comemoração aos 500 anos de descobrimento do Brasil.
Outra construção da época de ouro da ferrovia é a ponte Pedro Abrucêz, inaugurada em 1875 pelo imperador Dom Pedro II e pela princesa Isabel. Também conhecida como Jatobazeiro foi restaurada e hoje dá acesso aos bairros da cidade, localizados à margem esquerda do rio Jaguari.
Também do século XIX, a matriz centenária Santa Maria tem estilo gótico-bizantino. Ela foi construída em 1895 a pedido do Coronel Amâncio Bueno, na época dono de muitas terras na região.
***

O que fazer em Jaguariúna?

O Parque Ecológico do Jatobazeiro é agradável para passeios no final de semana | Miguel Schincariol 

Jaguariúna tem também excelentes opções para quem quer curtir a natureza. O Parque Ecológico do Jatobazeiro, que fica ao lado da ponte Pedro Abrucêz, teve a mata ciliar replantada em 80% da área. É um local agradável para curtir um final de tarde esquecer o estresse das cidades.  Para quem quer praticar esportes como bocha, malha, caminhada e ciclismo, a dica é o Parque dos Lagos. O local tem ainda dois lagos povocados com peixes, quiosques, playground e até um jardim japonês.  
Outro local bastante visitado é o Parque Santa Maria, que até 1999 sediou o Jaguariúna Rodeo Festival. Ali são realizadas festas tradicionais da cidade como Cavalaria Antoniana, Festa Junina das escolas da cidade, Encontro de Motos e Festa do Caminhoneiro, entre outras. O telhado da entrada é uma atração à parte. Sua estrutura foi feita, artesanalmente, com trilhos, remetendo à tradição ferroviária da cidade.
Jaguariúna é uma palavra que vem do tupi que significa “Rio das onças pretas”. A região era caminho dos bandeirantes e tropeiros. A cidade abrigou colônias de imigrantes portugueses e italianos.
Para recuperar e preservar a história da cidade, a prefeitura criou, em 2008, a Casa da Memória. A instituição reúne em seu acervo documentos que mostram o processo de urbanização, a industrialização, famílias, imigração, movimentos culturais e religiosos.

Jaguariúna Rodeo Festival

O Jaguariúna Rodeo Festival foi apontado como o “Melhor Rodeio do País” pela Confederação Nacional de Rodeio (CNAR).  A festa do peão de Jaguariúna 2017 ainda não tem data, mas o evento costuma acontecer em setembro. O primeiro rodeio foi realizado em 1989 e reuniu cerca de 18 mil pessoas. De lá para cá, o evento atrai cada vez mais turistas para a cidade que conferir para assistir aos campeonatos de rodeios que reúnem os principais nomes da montaria, shows e bailes sertanejos.

Como chegar em Jaguariúna?


Jaguariúna fica a 113 quilômetros da Capital. Para chegar à cidade, vá pela Rodovia dos Bandeirantes. Após percorrer 37 quilômetros, vire à direita e siga pela SP-330 (Rodovia Anhanguera). Depois de 43 quilômetros, vire à esquerda seguindo pela SP-065 (Rodovia D. Pedro I). Percorra mais quatro quilômetros, vire à direita e pegue a SP-340 (Rodovia Governador. Dr. Adhemar Pereira de Barros). Rode mais 17 quilômetros, vire à direita e siga pela SP-095. Dirija por mais três quilômetros até chegar ao seu destino.

Nenhum comentário