O que fazer em Mogi Guaçu e Mogi Mirim?

As cidades-irmãs de Mogi Guaçu e Mogi Mirim tem sua geografia recortadas pelo rio que serpenteia as cidades que foram rota dos Bandeirantes quando se dirigiam ao interior do Brasil.
Localizadas no entroncamento que liga a diversas regiões do Estado de São Paulo e também ao Sul de Minas Gerais, Mogi Mirim e Mogi Guaçu estão respectivamente a 150 e 160 quilômetros da capital paulista.
As cidades-irmãs possuem a mesma origem indígena, a distância entre as duas é de apenas 10 km, e foi rota dos bandeirantes que se dirigiam ao interior do Brasil. O nome tem como interpretação mais aceita “pequeno rio das cobras”, ou para alguns, “pequeno rio que serpenteia como cobra”.

Dica de viagem em SP: O que fazer em Águas de Lindóia

***

O que fazer em Mogi Mirim?

A cidade próxima 160 km de São Paulo, Mogi Mirim / SP | Sergio Luiz Jorge 
Apesar de ter uma vocação industrial e comercial, o município possui alguns locais de característica turística que chamam a atenção dos turistas e dos próprios moradores. Seu time de futebol Mogi Mirim Esporte Clube também é uma referência nacional pela bela atuação esportiva e por revelar craques como Rivaldo, ex-camisa 10 da seleção brasileira e conta com a população de 86 mil pessoas.
O município conta com um calendário repleto de atrativos culturais, como exposições no Salão Nobre do Centro Cultural, peças teatrais e eventos que acontecem durante o ano todo. Mogi Mirim sempre comemora seu aniversário no dia 22 de outubro. Não se pode esquecer também que grande parte da história de Mogi Mirim está em sua ferrovia.
A estação do município foi uma das primeiras da extinta Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, que já serviu como terminal de ônibus urbanos, como sede da guarda Municipal e como sede do departamento de educação de Mogi Mirim.

A cidade é um importante polo industrial e comercial da região e atrai muitos visitantes. Oferece uma variedade de atrativos turísticos em sua vasta natureza, tanto na zona rural como no centro histórico. 

Os belos parques ecológicos o complexo Lavapés, suas praças, cachoeira e zoológico, chamam a atenção do visitante. Também é destaque o turismo histórico-cultural e religioso, em construções antigas que através de sua arquitetura preservada mostram a história percorrida pela cidade, especialmente a Estação Ferroviária, suas igrejas e centros culturais. 


Cachoeira de Cima - Mogi Mirim / SP | Sergio Luiz Jorge -
Para quem quer desestressar, a atração conta com extensa área verde nativa, piscina natural com águas transparentes, além de restaurante que serve pratos a base de peixe.

***

Hotéis e pousadas

A boa infraestrutura hoteleira (hotel e pousadas), e gastronômica (restaurantes e lanchonetes), somada à hospitalidade agradam bastante ao turista que por ali passa.

-- Onde ficar em Mogi Mirim: pesquise hotéis na região

***

O que fazer em Mogi Guaçu?

O município vive em constante processo de transformação e já foi conhecido com a “Capital Cerâmica” do Brasil até meados dos anos 80, hoje se adapta à realidade dos tempos atuais. Ainda tem na indústria de peças automotivas, papel e celulose, alimentos e cerâmica, mas é forte na agricultura e está entre os maiores produtores de tomate e laranja do Brasil.
Sua população de cerca de 150 mil habitantes é trabalhadora e principalmente simpática e acolhedora. Na época do início da industrialização, nos anos 60, atraiu pessoas de todo o Brasil, o que lhe garante uma população heterogênea.
Cortada pelo Rio Mogi Guaçu, a cidade já teve como grande atrativo o peixe que era pescado até mesmo nas pontes da área central. Tanto que o mascote escolhido para representar a cidade foi o Mandi e um dos principais atrativos turísticos era o setor gastronômico, com os restaurantes com cardápios de peixes.
O município tem como ponto turístico o Parque da Cachoeira, banhado pela represa da PCH (Pequena Central Hidrelétrica). 

São também pontos turísticos de destaque a antiga Ponte de Ferro da extinta Companhia Mogiana, o Jardim dos Lagos, o Parque Chico Mendes, Parque Linear do Córrego dos Macacos, Àrea Verde do TG e Área Verde do Parque Cidade Nova e o Centro Cultural.

Nenhum comentário