O que fazer em Atibaia?

Uma cidade serrana, romântica e pertinho de São Paulo. Assim pode ser classificada Atibaia, na região da Serra da Mantiqueira, em SP. 

Além de ótimo lugar para relaxar e namorar, Atibaia oferece ambientes históricos e locais para aventuras. Casarões, antigas cadeias, parques ecológicos e igrejas centenárias são alguns dos atrativos turísticos da cidade.

Atibaia fica apenas 70 km de distância de São Paulo. Marcado por belezas naturais e atrativos culturais, o destino turístico do interior de SP é sempre uma boa opção para uma viagem rápida de final de semana ou feriado prolongado.
Dica de viagem: O que fazer em Joanópolis-SP?

Erguido em 1776, em taipa de pilão, o Casarão Julia Ferraz é a única construção residencial histórica preservada na cidade | Miguel Schincariol

O que fazer em Atibaia?

Um dos pontos turísticos mais visitados da cidade é o Parque Edmundo Zanoni, que preserva grande beleza natural em ampla área verde. Possui lago com pedalinhos, área de descanso e pista para caminhadas. O local ainda abriga o Salão do Artesanato e o Museu de História Natural.
E por falar em museu, a antiga cadeia pública, prédio construído em 1836, passou a abrigar o Museu Municipal João Batista Conti em 1960. Seu acervo guarda documentos do Brasil Colônia e Império, além de fotos antigas de Atibaia e seus primeiros moradores.
Outro local que ainda preserva parte da história de Atibaia é o Casarão Julia Ferraz. Construído em 1776, o prédio virou um ponto de comercialização dos famosos doces caseiros da cidade, além de frutas e artesanatos locais. O casarão é tombado pelo Condephaat e considerado patrimônio do Estado.
A Pedra Grande é o principal ponto turístico da cidade e região, frequentado por turistas de todas as idades | Henrique Branco

Não se pode falar de Atibaia sem citar a Pedra Grande, local preferido pelos aventureiros. Principal ponto turístico da cidade e região, o local é freqüentado por pesquisadores e turistas de todas as idades, principalmente por jovens em busca de aventuras.

Localizada a 1.450 metros acima do nível do mar, é no alto dessa colina que aflora um enorme espaço que proporciona um excelente local para a prática de asa delta, para-glider, escalada, rappel. Também funciona como um belo mirante para toda Atibaia e regiões vizinhas a ela.
Para o turismo religioso, duas igrejas são destaque no município. A Igreja Matriz São João Batista foi concluída em 1665 e abriga vários tesouros arquitetônicos e artísticos. Entre eles, destacam-se as imagens barrocas e um grande painel pintado por Benedito Calixto, em 1911.
Já a Igreja do Rosário, nasceu das mãos de antigos escravos. Impedidos de frequentar a igreja tradicional da cidade, eles construíram a igreja. Então, a partir de 1817, quando ficou pronta, era ali que eles realizavam os cultos à Nossa Senhora do Rosário.

Apenas 70 km de distância separam a capital do Estado e o município de Atibaia. Marcado por belezas naturais e atrativos culturais, o destino paulista é uma boa opção para passar um delicioso final de semana ou feriado prolongado.

Outros pontos turísticos que podem agradar incluir no roteiro são o Teleférico, o Santuário Schöenstatt, além do Mercado Municipal.
A ruralidade também é parte importante do local, traduzida nos passeios de charrete ou a cavalo e nas fazendas históricas e alambiques artesanais. Além disto, Atibaia é famosa pela realização da Festa das Flores e do Morango no mês de setembro. Em 2017, a festa será dos dias 1 a 24 de setembro.

Outros eventos do calendário da cidade são o carnaval com desfile de bonecos gigantes pelas ruas da cidade do interior, além do festival de inverno.

Para as férias com crianças, o resort a 60 km de SP, Bourbon Atibaia é uma boa opção.

Leia também: Roteiro por Bragança Paulista

*

Como chegar em Atibaia?

Para chegar à cidade turística e estância climática de Atibaia, a partir da capital, o motorista pode utilizar as rodovias Fernão Dias (BR-381) e Dom Pedro I (SP-065).

Já para quem vem do triângulo mineiro ou do centro-oeste do país, o complexo rodoviário Anhanguera/Bandeirantes é um bom caminho. Outra opção é chegar pela Via Dutra, responsável pela ligação da Região Metropolitana de São Paulo e Vale do Paraíba ao Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Nenhum comentário